__

__

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Voz de Jorge Jesus

Não ponho nada à frente da minha paixão pelo futebol. Vim para um clube em que acreditam em mim e, quando assim é, as coisas tornam-se mais fáceis. Temos um longo caminho a percorrer no Sporting e não vai ser fácil. Perdemos muitos anos no passado, em muitas áreas, e só com determinação e compromisso podemos recuperar e projetar uma ideia vencedora no clube.” – Jorge Jesus, novo treinador do Sporting Clube de Portugal.

Nota do Mundo Botafogo: Um exemplo de que construir um Clube dirigido ao topo não se faz com um estalar de dedos, mas com muito “caminho a percorrer”, “com determinação e compromisso” e com “uma ideia vencedora”. Ainda espero por um presidente Botafoguense que tenha realmente um Plano: um Plano altamente profissionalizado para cumprimento efetivo de metas e objetivos previamente definidos para um mandato de três anos.

Camisas série A 2016


Olá, Mundo Botafogo,

Estou compartilhando com você as minhas versões da camisa do Botafogo.


Sou diretor de arte e fiz essas artes do uniforme como uma forma de homenagear e já sonhar com a série A.


Uma camisa bonita, com um bom corte, material de primeira e bem acabada.

Grandes abraços
Ricardo Rimoli

Carta Aberta ao Sr. Carlos Eduardo Pereira


por ANDRÉ FELIPE NETO
in Facebook

Presidente do Botafogo Oficial 

Não sugiro a leitura a menos que você seja botafoguense e/ou amante de futebol.

Prezado Sr. Carlos,

É com bastante tristeza e profunda preocupação que escrevo essa carta aberta ao senhor. Gostaria muito de estar em público tecendo comentários elogiosos à sua gestão, mas devido aos alarmantes acontecimentos que vem se acumulando ao longo dos últimos 8 meses, sinto-me na obrigação de dar minha opinião sobre seu trabalho à frente do Glorioso.

Foi com um choque absurdo que ouvi suas palavras, em entrevista à Rádio Globo, dizendo que o senhor se encontra satisfeito com o recente desempenho do time diante das circunstâncias. Dando justificativas como: "empatamos com o Bahia, que foi o único jogo que eles não ganharam em casa" e "empatamos com o Criciúma, que vinha há sete jogos sem perder".

Não me importo com suas insistentes respostas públicas para questões de mínima importância, como insatisfação de ex-funcionários ou críticas de ex-diretores, pois acho que você tem o direito de querer ser um Presidente exposto e frágil, mas é impossível que um torcedor sequer ouça suas palavras de "contentamento" e fique calado. Não, senhor Presidente, não é normal, aceitável e muito menos digno de satisfação empatar com o Bahia, com o Criciúma, com o Luverdense e perder pro Bragantino. Não é aceitável marcar 2 gols em 7 jogos. Não é aceitável vencer apenas 1 jogo em 7. Não é aceitável ser eliminado de forma humilhante com gol de letra em casa para o Figueirense. Não é aceitável ser líder da série B apenas porque os outros times são tão ruins, mas tão ruins, que não conseguem somar pontos o suficiente para nos ultrapassar. Dizer que isso é digno de satisfação é praticamente cuspir na cara do torcedor e chamá-lo de palhaço, principalmente aos 11 mil presentes no empate patético com o Luverdense.

Porém, mesmo com sua pífia declaração, o que mais me preocupa nisso tudo é a sua total falta de visão para o departamento de futebol do time que mais cedeu jogadores pra seleção brasileira na história.

Eleger Mantuano e Antônio Lopes para comandar o futebol foi a decisão mais estapafúrdia, brincalhona e inconsequente que já vi em qualquer gestão deste clube. Estes senhores ultrapassados, sem nenhuma visão do futebol de hoje, estão afundando ainda mais um clube que já sofre há 20 anos com ausência de títulos significativos.

Ter que ver um Botafogo atuando com Gegê e Octávio como meias titulares causa um sofrimento que o senhor não parece ser capaz de sentir, pois se sentisse, já teria mandado os dois moleques para o time C do União São João de Araras. Ter que ver meu time não ter um único centroavante decente no elenco e por isso ter que recorrer a um menino de 17 anos que ainda está no ensino médio, é patético, mesmo esse menino tendo um potencial genial. Ter que ver o senhor dar VINÍCIUS TANQUE e SASSÁ como alternativas me dá ânsia... E, para melhorar ainda mais, saber que o centroavante que seu incrível departamento de futebol trouxe jogava na SEGUNDA DIVISÃO DO FUTEBOL DO EQUADOR. Isso não é apenas má gestão do futebol, isso é um circo.

E não é apenas no futebol que o senhor parece tomar as decisões erradas sobre as pessoas que coloca pra comandar. O departamento de marketing do clube é o pior dentre todos os times grandes do Brasil. Sem estratégia, com ações ridículas como colocar um hino remixado pra tocar no estádio, sem uma divulgação minimamente eficiente do Sócio-Torcedor e ignorando completamente qualquer pessoa que queira ajudar o clube.

Não sei se o senhor soube, mas eu fiz uma visita ao clube no início do ano a convite do goleiro Jefferson. Gravei um treino, entrevistei o goleiro e coloquei o vídeo no meu canal, que conta com centenas de milhares de visualizações. Sabe qual foi o tratamento do Botafogo comigo? Zero. Quando perguntei ao seu assessor de imprensa se ele gostaria que eu entrevistasse o Jefferson na frente das marcas dos patrocinadores, a resposta dele foi: "cara, faz em qualquer lugar aí"... Ao que respondi: "cara, o vídeo vai ter umas 500 mil visualizações"... E a resposta do seu incrível profissional foi: "cara, 1 visualização ou 500 mil não faz diferença pra mim".

Há 20 anos eu vejo o Botafogo sendo mal administrado, mal pensado e ficando pra trás no cenário nacional. Outros clubes que tinham o mesmo peso que o nosso saíram na frente. O Fluminense com seus 2 títulos brasileiros e 1 Copa do Brasil e o Atlético Mineiro com sua Libertadores. E o que o Botafogo conquistou? Carioca. Afundamos cada vez mais em função de péssimas gestões executadas por profissionais que parecem entender muito mais de sentar na arquibancada do que tomar decisões. Após termos de lidar com um dentista doente, muito me animei em ver um administrador assumindo o cargo... Mas pelo visto minha animação foi infundada.

Espero sinceramente que esta carta chegue às suas mãos e que, junto de tantas outras reclamações que eu sei que o senhor está ouvindo, quem sabe alguma atitude seja tomada. Caso contrário, só o que eu posso fazer é o mesmo que venho fazendo nos últimos 20 anos... Torcer para que vocês, gestores, f…. o menos possível o clube que eu amo.

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Voz de Daniel Carvalho

Somos o 1º não por mérito nosso, mas pelo fracasso dos outros.” – Daniel Carvalho, futebolista do Botafogo.

Nota do Mundo Botafogo: E Daniel Carvalho tem 'ajudado' bem nessa situação...

Série: futebol não é só um jogo (19)

Um dia de 2012...

Domingo, 29 de abril de 2012. Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro, colocando frente a frente, pela decisão da Taça Rio, Botafogo e Vasco da Gama.

O Glorioso venceu por 3x1 e chegou confortavelmente a 3x0 aos 52’ de jogo com um gol de Maicosuel. Antes, Loco Abreu decertou 2x0 aos 3’ e aos 45’. Somente aos 80’, através de Carlos Alberto, é que o Vasco da Gama conseguiu marcar o seu ponto de honra.

Perante 35.321 pagantes o Botafogo foi comandado por Osvaldo Oliveira e alinhou com Jefferson; Lucas, Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Márcio Azevedo; Marcelo Mattos, Fellype Gabriel (Gabriel), Maicosuel (Herrera) e Andrezinho (Jadson); Elkeson e Loco Abreu.

Pesquisa de Rui Moura (editor do Mundo Botafogo).

domingo, 2 de agosto de 2015

Artefato (97)

Voz de Bob Marley

Botafogo de FinFin campeão do Torneio do Milhão

O Botafogo de  FinFin, da cidade de Itabaianinha, sagrou-se campeã do Torneio do Milhão do Povoado Matinha, em Umbaúba, Sergipe, no dia 26 de Julho de 2015, ao vencer o Real Madrid, do povoado de Camboatá (Arauá), por 1x0 na decisão, gol de Kekeu.

O torneio teve início no dia 19 de julho com 14 equipes e foi organizado por Cirilo da Matinha, que contou com o apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer e da Prefeitura Municipal de Umbaúba.

Pesquisa de Rui Moura (blogue Mundo Botafogo)

A gestão do Estádio Nilton Santos

Publicado no Canal Botafogo por Andmarques

Bota: diretor de marketing Márcio Padilha "Engenhão é um estádio caro" 

Na boa, achei uma fala profundamente lamentável e que me causa muita preocupação. Por 3 motivos:

1) Em primeiro lugar é uma tremenda bola fora o diretor de marketing chamar o estádio de Engenhão. Não foi essa própria diretoria que disse que mudaria o nome do estádio para Estádio Nilton Santos? Não fizeram campanha junto à torcida para isso? Não foram até à prefeitura pedir mudança? Então como é que o diretor de marketing chama publicamente o estádio pelo nome antigo? Tremenda bola fora! Anti-marketing total.

2) O Estádio é caro ou é o Botafogo que não sabe fazer dinheiro com ele? Nosso marketing até hoje não conseguiu um patrocínio master e não vejo o clube conseguir outra fonte de renda. Uma via para fazer grana era justamente o Estádio Nilton Santos. Entendo que no momento, com o estádio ainda em obras e sem sua total capacidade, pode ficar difícil fazer shows ou coisas do tipo, mas isso é temporário. E mesmo com as obras ainda é possível ganhar com publicidade. Alguém aqui acha que o Morumbi é barato para o São Paulo manter? Mas veja se eles reclamam do custo do estádio. Eles sabem ganhar dinheiro com ele. O negócio é ter criatividade e trabalhar. O estádio é uma jóia.

3) Ainda na entrevista à rádio Brasil, Padilha volta a falar da reforma do Caio Martins para 2016. Juntando isso ao motivo anterior, fico extremamente preocupado se não estão arando o terreno para uma volta definitiva ao Caio Martins e abrindo mão do Estádio Nilton Santos. Será um retrocesso inimaginável, pois se hoje passamos dificuldade com o Niltão, passaremos ainda mais com Caio Martins. É um estádio mais barato, mas também é um estádio com o qual não se consegue fazer muito dinheiro e é ainda mais distante do torcedor. Quem reclama do público hoje no Nilton Santos, vai chorar com Caio Martins. Foi um estádio importante no passado e é lá que tem que ficar: no passado. Volta ao Caio Martins seria mais um passo largo no processo de apequenamento do clube. Sem contar que gastar muito dinheiro com algo que não é do clube e por tempo curto também não me agrada. Se o Botafogo não quer mais o Nilton Santos, que arrume uma parceria para construir seu próprio estádio então.